7 de mai de 2014

Cap 3

                vejam a história aqui

O beijo dele foi surpreendente, na verdade, ele me beijou mais foi mais aquele '' beijo chato '' e não aquele beijo lindo, e perfeito. Logo ele havia me elogiado. Eu fiquei vermelha, igual um pimentão e igual uma pimenta.
  - Para eu não sou. - Falei.
  - É. - Disse Miguel. - Só paro, quando tu parar de falar que é feia.
Fiz uma careta, e ele começou a rir. Awn, ele tinha covinhas. Comecei a rir junto, e os amigos dele ficou tipo: what? Que bosta em mais eu não liguei, continuei a rir. Miguel parecia nem ligar também, sorri para ele.
  - Gostam de ler?
  Dai Yudson e Renan olharam para mim com aquela cara de tipo, que bosta ². Olhei para Miguel, também fazendo essa cara. Fiquei quieta. Olhei para cima, e logo olhei para eles, eles ainda estavam me olhando com aquela cara. Fiz aquela cara de '' que foi? O que aconteceu? ''
  - É mais ou meenos. - Disse Miguel.
  - Não. - Falou Renan.
  - Com certeza, não. - Disse Yudson. - Livro é uma bosta.
  Mostrei meu dedo do meio para ele, que fez aquela vozinha irritante. Na moral, o ruim dos meninos lindos e populares é isso. Eles sempre faz alguma coisa irritante, que nos irrita. Miguel olhou para mim naquele instante, e sorriu.
  - Por que sorriu? - Falei.
  - Porque você é linda, legal, e também meio '' rebelde ''. - Disse Miguel.
  Dei um outro sorriso para ele, logo tirei meu celular. Vi as horas, sim já eram 16:30. Minha mãe deveria estar preocupada, logo mandei uma mensagem para ela dizendo que estava voltando. Mais não me respondeu.
  - Acho que já vou. - Falei. - Foi bom, passar um tempo com vocês.
  - Por que você vai? - Disse Miguel fazendo uma cara triste.
  - Porque... Tá tarde. - Falei.
 Os meninos fizeram um '' tchauzinho '' com a mão. Tipo de aquele tchauzinho que fala '' Sai logo cara, ninguém quer que você fique aqui. '' Eu sendo um pouco meiga, sorri e mandei um outro tchau. Sorriram todos, mais olhei para Miguel. Ele estava triste.
  - Posso ir com você?
  - Pode. - Falei, para Miguel.
Os amigos do Miguel, falaram que iriam no jogo da escola. Falei que ok, e eles se despediram. Eu e o Miguel saímos andando, um calado. E o outro olhando para o céu. No caso seria eu, que estava olhando para o céu. E ele estava calado. Sorri.
 - O que você gosta de fazer? - Falei.
 - Beijar, conversar. - Disse Miguel sorrindo. - Sorrir.
 - Hum, também gosto. - Falei. - Mais gosto mais é de ler.
 - Então gosta de ler? - Disse Miguel, me olhando.
 - Amo. - Falei - Vários estilos, tipo eu gosto de ler mais é livro de romance.
 - Hum... Gosta de ler também, sobre beijos? - Disse Miguel.
 - Sim. E não. Sei lá, gosto de ler sobre romance. - Falei.
 Continuei a andar. Ele sorriu. Eu sorri de volta. Ficamos andando. Chegamos rapidamente a minha casa, abri o portão. Ele entrou. Eu fechei e abri a porta da sala. A sala estava uma bagunça, vassoura para lá, e almofadas para cá. Minha mãe deveria estar fazendo faxina. Naquele exato momento, chamei-o para entrar. E procurei a minha mãe. Não achei. Devia ter saído. Estavamos sozinhos.
 - Estamos sozinhos. - Falei.
 - Jura? - Disse Miguel chegando mais perto.
 O que pensar nessa hora? Nesse momento qualquer um pensava em bobagem. Até eu pensei. Pensei que ele tiraria a minha roupa  e tal, mais foi diferente. Foi mega diferente. Sorri.
 - Sim. - Falei. - Vou lá pro meu quarto tirar essa roupa, já volto.
 Ele falou que '' ok ''. E eu me virei. Fui até no meu quarto, tranquei a porta. Fiquei descendo para sentar na porta, e tal. Comecei a sorrir. Logo lembrei que ele estava me esperando, tirei minha blusa, logo minha calça. Peguei um short branco e uma blusa regata, coloquei chinelo. E fui para a sala. Quando cheguei, Miguel estava vendo as fotos.
 - Já era linda, e agora ficou mais. - Disse-o.
 - Quieta... Nunca fui.. Nunca serei. - Falei.
 - Sim é, e quieta você. - Disse Miguel. - Se não, eu que te quieto.
 - Como vai me quietar? - Falei duvidando.
 - Assim. - Ele chegou mais perto.
Eu assustei no começo. Mais ele logo me tacou um beijo tão grande que eu senti falta quando ele parou de me beijar. Olhei para ele com aquele olhar de '' beija mais '' dei um selinho nele, e ele sorriu. Me dando outro.
 - Hum, quietou. - Falei.
 - Que bom. - Disse ele.
 - Quer comer algo? - Falei.
 - Não. - Disse-o sentando no sofá.
 Sentei também. Ficamos lado a lado. Ok soou estranho, mais ok. Sorri para ele e ele sorriu também.
 - Ah, queria te pedir uma coisa... Me empresta um livro? Sim, eu quero ler. - Disse-o.
 Fiz que sim e subi, fui para meu quarto e peguei um dos melhores livros que já li. Era o A Culpa é das Estrelas. Peguei um papel, e uma caneta. O papel embrulhei o livro inteiro, e a caneta escrevi: Devolve a Ju. Desci e entreguei.
 - Obrigada... Er... Amor... Tenho que ir agora.
 Como assim Amor? Estavamos namorando, e eu nem sabia? Olhei assim para ele, e ele falou ''brincadeirinha''. Mais disse que iria embora. Falei que tá. Entreguei o livro para ele, fui até a porta e dei um beijo nele, e ele me devolveu.
 - Tchau, beijos. - Falei.
 Ele me mandou outro, e saiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como sei que vocês devem ter gostado da postagem e veio comentar, eu queria explicar algumas regrinhas para você ;
1. Quer falar mal de alguma coisa do blog? Pode falar.
2. Proibido falar sobre sexo, e palavrão aqui. Se caso falarem, imediatamente irei apagar.
3. Criticas, sugestões e dúvidas são sempre bem-vindas nesse local.
4. PROIBIDO... Comentar sdv ou então: '' Que legal seu post, segue ? '' ou coisa parecida. Se comentar algo assim, imediatamente irei apagar e fingir que nem vi.
Pronto, agora pode comentar a vontade! Mais informações, ou critica/duvida/sugestão em particular, envie um e-mail para: amandaestevam69@hotmail.com

Obrigada pelo seu comentário <3